A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Você sabia que dos mais de 400 bispos que compõe a CNBB apenas 91 demonstram ser CONTRA a Reforma da Previdência ?

Você sabia que dos mais de 400 bispos que compõe a CNBB apenas 91 demonstram ser CONTRA a Reforma da Previdência ?

Written By Beraká - o blog da família on domingo, 7 de maio de 2017 | 12:52



Pois é, e  justamente os pobres que tanto os opositores falam em defende-los serão os primeiros prejudicados, pois não terão serviços de saúde e muitos outros serviços. A matemática é exata. Por isso, tudo indica que serão necessárias muitas reformas não só a que está a caminho. O Brasil precisa de reformas para ter um maior equilíbrio e justiça social. A média de vida do brasileiro aumentou, como também a massa de aposentados a receber os benefícios sociais previdenciários, e por consequência o tempo de permanência na aposentadoria. A reforma portanto, é uma necessidade puramente matemática.Pertencem à CNBB, pelo próprio direito, todos os Bispos diocesanos do Brasil e os que são a eles equiparados pelo direito, os Bispos coadjutores, os Bispos auxiliares e os outros Bispos titulares que exercem no mesmo território algum encargo especial, confiado pela Sé Apostólica ou pela Conferência dos Bispos. (cf. Cân. 450).Os bispos que atuam na Igreja no Brasil têm origens diversas e formam um quadro muito interessante com o predomínio de paulistas, mineiros, gaúchos e bispos de outras nacionalidades. Para que algo que ela tenha decidido se torne obrigatório a todos os católicos é necessário que todos estes pontos listados baixo sejam observados: 




a) Aconteça uma Assembléia Geral na qual a questão é decidida e não seja a decisão de uma comissão delegada.


b) Haja o consentimento de todos os bispos (não tem nenhum valor a decisão de uma comissão ou de um grupo restrito).


c) Seja redigida uma Ata na qual conste o conteúdo e o consentimento de todos os bispos.


d) Tal Ata seja enviada ao Papa que a aprova ou não.


e) Somente então a decisão passa ter valor de lei.


Não concordar com algumas posições impostas pela CNBB, e onde não existe UNANIMIDADE, isto não significa que não se está em comunhão com a Igreja, apenas que não se concorda com a proposta imposta por uma mera comissão da CNBB, ou de alguns bispos, que é um órgão de reunião de bispos da Igreja do Brasil e não da Igreja Universal.




Palavras de Don Odilo Scherer Arcebispo de São Paulo sobre a Reforma da Previdência, trabalhista e terceirização:

O cardeal arcebispo de São Paulo, dom Odilo Pedro Scherer, rompeu o silêncio e falou. Escalado para a entrevista coletiva da primeira tarde da Assembleia Geral da CNBB, pouco depois das 15h, o cardeal foi encarregado de falar sobre os temas sociais do país. Ao apresentar a agenda da Assembleia, ele ignorou a greve geral, apesar do posicionamento oficial da CNBB. Questionado por um jornalista, dom Odilo deu razão a todos os que o acusam de aderir ao regime do golpe. Disse secamente que “o povo tem direito de se manifestar”, disse que espera que a reforma da Previdência seja boa (?) e arrematou: “dizer que somos a favor ou contra é muito simplista”. Dom Odilo Pedro Scherer apresentou uma posição “neutra” quanto à reforma da Previdência , a reforma trabalhista e à terceirização. “Quanto aos bispos que conclamaram a greve, bem, cada bispo é livre para fazer o que quiser...” disse dom Odilo Pedro Scherer.

(Fonte: http://outraspalavras.net/maurolopes/2017/04/26/cnbb-e-mais-de-40-bispos-convocam-populacao-para-a-greve-geral/ )


TOTAL DE BISPOS POR GRUPOS NA CNBB:



Sete maiores grupos:

72 paulistas
71 mineiros
58 gaúchos
32 catarinenses
20 cariocas
20 paranaenses
20 italianos


Sete Grupos intermediários


13 baianos
13 espanhóis
12 pernambucanos
9 cearenses
9 alemães
7 maranhenses
7 capixabas
6 sergipanos
6 potiguares
6 alagoanos


Dezesseis Pequenos grupos


5 poloneses
4 paraibanos
4 norte-americanos
3 piauienses
3 goianos
3 belgas
3 holandeses
3 franceses
3 libaneses
2 malteses
2 amazonenses
2 austríacos
2 suíços
2 portugueses
2 uruguaios
2 paraenses

Com um único representante

1 egípcio
1 irlandês
1 Tocantinense
1 mato-grossense
1 brasiliense
1 paraguaio
1 mexicano
1 cabo-verdiano


Deste modo, entre os estados brasileiros, cinco não tem representação no episcopado: Acre, Rondônia, Roraima, Mato Grosso do Sul e Amapá; A Itália é o país que mais têm bispos atuando no Brasil e não há nenhum representante da terra do Papa Francisco. Um levantamento aproximado, feito no último final de semana, deu o seguinte resultado: De um total de mais de 400 bispos, apenas 91 são contra a reforma da Previdencia.





Confira a lista dos Bispos que se pronunciaram contra a reforma e a favor da Greve Geral:


1. Dom Reginaldo Andrietta – Bispo de Jales-SP
2. Dom Odelir José Magri – Bispo de Chapecó-SC
3. Dom Antônio Carlos – Bispo de Caicó-RN
4. Dom Frei Rubival – Bispo de Grajaú
5. Dom Fernando – Arcebispo de Olinda/Recife-PE
6. Dom Manoel João Francisco – Bispo de Cornélio Procópio e Admin Apostólico da Arquidiocese de Londrina-PR
7. Dom Gilberto Pastana – Bispo de Crato-CE
8. Dom Anuar Battisti – Arcebispo de Maringá-PR
9. Dom Manoel Delson – Arcebispo da Paraíba-PB
10. Dom Francisco Biasin – Bispo de Barra do Piraí/Volta Redonda-RJ
11. Dom Paulo Mendes Peixoto – Arcebispo de Uberaba-MG
12. Dom Adriano Ciocca Vasino – Bispo de São Félix do Araguaia-MT
13. Dom José Eudes Campos do Nascimento – Bispo de Leopoldina-MG
14. Dom José Maria – Bispo da Diocese de Abaetetuba-PA
15. Dom Vital Corbellini – Bispo de Marabá-PA
16. Dom Carlos Alberto – Bispo de Juazeiro-BA
17. Dom Flávio Giovenali – Bispo de Santarém-PA
18. Dom Celso Antônio – Bispo de Apucarana-PR
19. Dom Aloísio Jorge Pena Vitral – Bispo de Teófilo Otoni-MG
20. Dom Walmor Oliveira de Azevedo – Arcebispo de Belo Horizonte – MG
21. Dom João Justino de Medeiros Silva – Arcebispo Coadjutor eleito de Montes Claros, transferido de Bispo Auxiliar de Belo Horizonte – MG
22. Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães-Bispo Auxiliar de Belo Horizonte – MG
23. Dom Edson José Oriolo dos Santos- Bispo Auxiliar de Belo Horizonte – MG
24. Dom Otacílio Ferreira de Lacerda- Bispo Auxiliar de Belo Horizonte – MG
25. Mons. Geovane Luís da Silva- Bispo Auxiliar eleito de Belo Horizonte – MG
26. Mons. Vicente de Paula Ferreira -Bispo Auxiliar eleito de Belo Horizonte – MG
27. Dom Guilherme Porto – Bispo de Sete Lagoas -MG
28. Dom José Aristeu Vieira – Bispo de Luz – MG
29. Dom José Carlos de Souza Campos – Bispo de Divinópolis – MG
30. Dom Miguel Ângelo Freitas Ribeiro – Bispo de Oliveira – MG
31. Dom Mario Antonio da Silva, Bispo de Roraima – RR
32. Dom Sergio Castriani – Arcebispo de Manaus – AM
33. Dom Jaime Vieira Rocha – Arcebispo de Natal – RN
34. Dom Zanoni Demettino Castro – Arcebispo de Feira de Santana – BA
35. Dom Jacinto Brito – Arquidiocese de Teresina – PI
36. Dom Roque Paloschi – Arcebispo de Porto Velho – RO
37. Dom Philip Dickmans – Bispo de Miracema – TO
38. Dom Egídio Bisol – Bispo de Afogados da Ingazeira – PE
39. Dom Paulo Francisco Machado – Bispo de Uberlândia – MG
40. Dom Guilherme Werlang – Bispo de Ipameri – GO
41. Dom Cláudio Sturm – Bispo de Patos de Minas – MG
42. Dom Luiz Flávio Cappio – Bispo de Barra – BA
43. Dom Dirceu Vegini – Bispo de Foz do Iguaçu – PR
44. Mons. Ionilton Lisboa – Bispo eleito da Prelazia de Itacoatiara – AM
45. Dom Francisco de Assis da Silva, Bispo da Igreja Anglicana do Brasil – Santa Maria-RS
46. Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena, Bispo de Nazaré – PE
47. Dom Geremias Steinmetz – Bispo de Paranavaí – PR
48. Dom Genival Saraiva Franca – Adm. Apostólico da Paraíba – PB
49. Dom Leonardo Steiner, Secretário Geral da CNBB e Aux. De Brasília – DF
50. Dom Roberto Francisco Ferreíra Paz – Bispo de Campos dos Goytacazes – RJ
51. Dom José Belisário da Silva – Arcebispo de São Luis – MA
52. Dom Jaime Spengler – Arcebispo de Porto Alegre – RS
53. Dom Pedro Casaldáliga – Bispo Emérito de São Félix do Araguaia – MT
54. Dom Evaristo Spengler – Bispo do Marajó – PA
55. Dom Sebastião Lima Duarte – Bispo de Viana – MA
56. Dom Jaime Pedro Kohl – Bispo de Osório – RS
57. Dom José Alberto Moura – Arcebispo de Montes Claros – MG
58. Dom Antônio Muniz – Arcebispo de Maceió – AL
59. Dom Severino Clasen – Bispo de Caçador – SC
60. Dom Jesus María Cizaurre Berdonces – Bispo de Bragança – PA
61. Dom Vilsom Basso – Bispo de Caxias, nomeado para Imperatriz – MA
62. Dom Adelar Baruffi – Bispo de Cruz Alta – RS
63. Dom Eugênio Rixen – Bispo de Goiás – GO
64. Dom Irineu Andreassa – Bispo de Ituiutaba – MG
65. Dom André de Witte – Bispo de Ruy Barbosa – BA
66. Dom Júlio Endi Akamine – Arcebispo de Sorocaba – SP
67. Dom Moacyr Grechi – Arcebispo Emérito de Porto Velho – RO
68. Dom João Francisco Salm – Bispo de Tubarão e Presidente da CNBB Sul 4 – SC
69. Dom José Luiz Magella Delgado– Arcebispo de Pouso Alegre – MG
70. Dom Antônio Emídio Vilar – Bispo de São João da Boa Vista – SP
71. Dom Pedro José Conti – Bispo de Macapá – AP
72. Dom Nerí José Tondello – Bispo de Juína – MT
73. Dom José Valdeci Santos Mendes – Bispo de Brejo – MA
74. Dom Sebastião Bandeira – Bispo de Coroatá – MA
75. Dom Luiz Carlos Eccel – Bispo Emérito de Caçador – SC
76. Dom Pedro Carlos Cipollini – Bispo de Santo André – SP
77. Dom Giovane de Melo – Bispo de Tocantinópolis – TO
78. Dom Antônio Roberto Cavuto – Bispo de Itapipoca – CE
79. Dom Angélico Sândalo Bernardino – Bispo Emérito de Blumenau – SC
80. Dom Zenildo Luiz Pereira da Silva – Bispo Coadjutor de Borba – AM
81. Dom Élio Rama – Bispo de Pinheiro – MA
82. Dom Marco Aurélio Gubiotti – Bispo de Itabira-Coronel Fabriciano – MG
83. Dom Enemésio Angelo Lazzaris – Presidente Nacional da CTP e Bispo de Balsas – MA
84. Dom José Vasconcelos – Bispo de Sobral – CE
85. Dom João da Costa – Arcebispo de Aracaju – SE
86. Dom Juventino Kestering – Bispo de Rondonópolis/Guiratinga (MT)
87. Dom Armando Martín Gutiérrez – Bispo de Bacabal – MA
88. Dom Pedro Luiz Stringhini – Bispo de Mogi das Cruzes – SP
89. Dom Luiz Gonzaga – Bispo de Amparo – SP
90. Dom Mariano Manzana – Bispo de Mossoró – RN
91. Dom Bernardo Johannes Bahlmann, OFM - Diocese de Óbidos – PA
92. Dom Dimas Lara Barbosa – Bispo de Campos Grande – MS


Fonte:https://www.rs21.com.br/noticias/confira-a-lista-dos-bispos-que-se-pronunciaram-contra-a-reforma-trabalhista-e-a-favor-da-greve-geral/



PALAVRA OFICIAL DO PAPA FRANCISCO SOBRE A CRISE PELA QUAL PASSA O BRASIL



“Sei bem que a crise que o país enfrenta não é de simples solução, uma vez que tem raízes sócio-político-econômicas, e não corresponde à Igreja nem ao Papa dar uma receita concreta para resolver algo tão complexo..." (Papa Francisco em carta ao presidente da República brasileira: Michel Temer).




Michel Temer disse na RedeTV:


“É preciso que fique claro que não é a Igreja que é contra a Reforma da Previdência, mas uma parte da CNBB”


Em entrevista à RedeTV, Michel Temer declarou: "Não é bem a Igreja Católica [que faz essa oposição]. Você sabe que é uma parte da igreja Católica. Melhor me expressando, é talvez uma parte da CNBB e nada mais do que isso", disse Temer; "E o que está acontecendo com uma parte da CNBB, não é que eles estejam contra, é que eles fazem uma coisa que a Igreja sempre fez, que é proteger os pobres".Temer disse ter se encontrado com o presidente da CNBB, Dom Sérgio, a quem esclareceu muitos pontos da reforma. "Eu expliquei a verdade sobre a Previdência. Eu já tinha falado com Dom Odilo, com Dom Cláudio Hummes, depois falei com o Dom Damasceno. Combinamos que eu mandaria uma correspondência para os 78 ou 80 bispos que fazem parte de um núcleo principal da CNBB, esclarecendo as questões da Previdência", disse o presidente."Como essas informações não chegaram por completo e não chegaram por inteiro a todos os setores da Igreja Católica, há um ou outro setor que se opõe, até publicamente [às reformas]. Eu acho que, muito brevemente, pelas medidas todas que nós estamos tomando, nós vamos conseguir, revelando a verdade, fazer com que a Igreja também partilhe dessa verdade", acrescentou.Ainda durante a entrevista, Temer disse que após a aprovação das reformas trabalhista e previdenciária, dedicará esforços às reformas política e tributária. "Você sabe que nós vamos fazê-las, logo depois que encerrar esse primeiro ciclo [de reformas]. Vamos para duas outras reformas. Uma delas não será exatamente uma reforma, mas uma simplificação que significa desburocratização dos meios de pagamento dos tributos", disse ele.


Fonte: RedeTV



Portanto, façamos as críticas e reinvindicações justas e necessárias, mas acima de tudo: Oremos em favor do presidente Temer. Ajudemo-lo a pacificar e a unir a nação brasileira, em prol do bem e benefício de todos: Patrões e empregados, pois um precisa do outro. O momento demanda temor a Deus e amor ao próximo

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger